Histórico

O Laboratório de Estudos Formais da Gramática (LEFOG), criado em 2009, reúne pesquisadores, estudantes e egressos do GT de Teoria Gerativa da linha de pesquisa “Gramática: Teoria e Análise”, vinculada ao Programa de Pós-graduação em Linguística (PPGL) da Universidade de Brasília (UnB).

O grupo de pesquisa foi fundado nos anos 1980 pela pesquisadora Lucia Maria Pinheiro Lobato, o que propiciou o surgimento dos estudos gerativistas na UnB. As atividades de pesquisa desenvolvidas no âmbito do LEFOG estão cadastradas no Diretório de Pesquisa do CNPq, nos grupos de pesquisa “Morfologia e Sintaxe Gerativa”, sob a liderança das professoras Heloisa Salles e Rozana Naves, e “Novas Perspectivas para a Língua Portuguesa na Sala de Aula”, sob a liderança das professoras Eloisa Pilati e Helena Guerra Vicente.

Atualmente, a linha de pesquisa “Gramática: Teoria e Análise” congrega cerca de 20 alunos em nível de mestrado e doutorado, já tendo formado mais de 20 alunos em nível de mestrado e doutorado desde sua criação. A produção científica do grupo está divulgada em livros, coletâneas e periódicos nacionais e internacionais de reconhecida qualificação. Os pesquisadores desse grupo têm participado de diversos eventos nacionais e internacionais ao longo de seu período de existência.

Desde sua criação, o grupo de pesquisa recebeu diversos pesquisadores nacionais e internacionais para ministrar cursos em diferentes temas e para participar de inúmeros eventos organizados pelos pesquisadores vinculados aos projetos de pesquisa. Entre os eventos, destaca-se o encontro do GT de Teoria da Gramática da ANPOLL, no biênio 2009-2010; 12 edições do evento intitulado Ciclo de Palestras – Temas em Teoria Gerativa, de âmbito nacional; o evento mensal intitulado Tardes Gerativas – edição especial do Ciclo de Palestras; além de três edições do Congresso Internacional de Estudos Linguísticos, com a participação de pesquisadores convidados de universidades brasileiras e de instituições internacionais, como o MIT, a Universidade de Groningen, entre outras.

Destaca-se também o engajamento dos pesquisadores em projetos financiados por agências de fomento, com a CAPES e o CNPq, como o projeto “Português como segunda Língua na Educação Científica de Surdos” – PROESP/CAPES, coordenado pela Professora Heloisa Salles, o projeto de Letras no Programa de Consolidação das Licenciaturas – Prodocência/CAPES, coordenado pela Professora Eloisa Pilati, em colaboração com a Professora Helena Guerra Vicente, o projeto de pesquisa “Transitividade e Aspecto” – Universal/CNPq, coordenado pela Professora Rozana Naves, em colaboração com o Professor Marcus Lunguinho e a Professora Heloisa Salles, o projeto de pesquisa “O Centro Oeste na História do Português Brasileiro” – Universal/CNPq, coordenado pela Professora Eloisa Pilati, em colaboração com a Professora Heloisa Salles, a Professora Rozana Naves, a Professora Helena Guerra Vicente e o Professor Marcus Lunguinho.

Registra-se também a atuação de bolsistas do Programa Nacional de Pós-Doutorado da CAPES (PNPD/CAPES).